O que é transtorno bipolar?

O transtorno bipolar é uma doença mental em que o paciente alterna estados de euforia e depressão, além de fases de “normalidade” intercaladas. A causa exata é desconhecida, mas os cientistas acreditam que esteja ligada à genética – segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar, 50% dos portadores da doença apresentam pelo menos um familiar afetado. Há dois tipos de transtorno bipolar: o I, que é a doença propriamente dita, e o II, em que os episódios de depressão e hipomania (versão mais leve da mania, como é chamada a fase de euforia) são mais curtos e mais espaçados entre si. O primeiro tipo atinge cerca de 1% da população e fica no 10º lugar entre os transtornos mentais mais comuns (veja tabela abaixo). O segundo tipo atinge cerca de 8% da população. “O tratamento depende da fase e da gravidade e sempre envolve medicamentos, em geral estabilizadores de humor”, explica o psiquiatra Eduardo Pondé, professor-adjunto do Instituto de Ciências da Saúde da UFBA. Mas só remédio não basta: é preciso tratamento psicológico para ajudar o paciente a aceitar e controlar a doença.
O império do medo
Conheça o ranking das doenças mentais mais comuns na população
8,3% Fobias simples
Medo irracional de um objeto ou situação específica, como acrofobia (medo de altura)
5,3% Transtorno depressivo unipolar
Estado permanente de tristeza e angústia que pode levar ao suicídio: é a famosa depressão
4,9% Agorafobia
É uma fobia peculiar: medo de ter medo em uma situação nova (geralmente em multidões)
3,6% Estresse pós-traumático
Transtorno de ansiedade causado por algum trauma psicológico vivido no passado
3,4% Transtorno de ansiedade generalizada
Preocupação excessiva e, às vezes, irracional, sobre coisas triviais
2,4% Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)
Obsessões e compulsões incontroláveis e repetitivas, como lavar as mãos a toda hora
2,1% Transtorno de personalidade antissocial (ASP)
Pessoas alheias às normas da sociedade e indiferentes aos sentimentos dos outros
2% fobia social
Medo de lidar com outras pessoas e de participar de situações em que se é avaliado, levando a pessoa ao isolamento
1,6% Síndrome do pânico e Distimia
Na síndrome do pânico, o paciente tem a sensação de que algo horrível vai acontecer e tem ataques; a distimia é uma forma mais branda de depressão
1,1% Transtorno bipolar I
Fonte – PESQUISA FEITA NA POPULAÇÃO AMERICANA DE 18 A 54 ANOS PELO NATIONAL INSTITUTE OF MENTAL HEALTH

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: